domingo, 5 de julho de 2015

Ambições

Vontade de ser quem sou, 
Vontade de ser ninguém que fui
Ninguém e a partir de hoje, alguém.
Alguém que saibas quem é
Ninguém que tenhas conhecido antes
Vontade de ser inédita, 
imperfeita e inacabada.
Qualquer coisa relacionada com a ausência de tempo e espaço.
Que tempo? Que espaço? 
Ahhh, sei muito sobre atividades delirantes
Alterações significativas da memória 
Desses instantes fugazes que me roubam de quem fui.
Vontade de nascer hoje
Como nasce uma vida já vivida?
Alguém, quem?
Eu. E não eu.
Um sopro de coragem em ser
Ser sem precisar estar.
Existir infinitamente noutro peito.
Ambições de pertencer à teu mundo
Sem deixar de pertencer ao mundo inteiro 
Difícil dizer de outro modo a não ser em pensamento
- porque, não o medo, a certeza em ambições de ser.
De súbito, episódios inteiros que não acontecem senão dentro,
em existências tão perfeitas!
Insano achar que não são reais
Tudo o que invento é mais real que eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário