quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Projeto Vista Grossa

De tempos em tempos, nossa percepção acerca das coisas muda, e as coisas continuam lá, a espera da nossa nova visão acerca delas. É um ciclo, e nos ciclos, tudo muda, infalivelmente. Pode até ser que essa mudança não seja radical, e talvez nem seja saudável que seja, mas o fato é que continuamente mudamos. Ultimamente, tenho me dedicado a um outro tipo de mudança, não da percepção (porque esta é involuntária), mas da atitude: estou firmemente empenhada num projeto (inspirada por Lenine), que se chama "vista grossa". Consiste em ações (ou omissões) muito simples, que aliam bem estar imediato, com efeitos muito significativos para o futuro, e se resume a deixar passar, para nunca além das vistas, tudo aquilo que é mágoa, ressentimento, frustação e outros inconvenientes. Significa olhar para as pessoas ignorando a parte delas que não me diz respeito, e ainda que me diga respeito, se não me agrada, também de outro modo não me afeta. A vista vai ver, mas não vou permitir que me afete o coração. Faz parte de mim acreditar nos bons sentimentos e nas ações conscienciosas. Faz parte de mim ignorar as coisas que me magoam, e espero que a partir de agora faça parte de mim ignorar as pessoas que igualmente não contribuem para que eu permaneça feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário